We're sorry but this app doesn't work properly without JavaScript enabled. Please enable it to continue.
Skip to main content

Verão 1993

Cinema e audiovisual

A pequena Frida (Laia Artigas) é uma criança em crise. Depois de perder o pai, sofre também com a morte da mãe, devido a uma doença que Frida ainda não é capaz de compreender. A garota é obrigada a mudar para a casa dos tios, noutra cidade, e, apesar do afeto e compreensão da família, Frida manifesta um comportamento agressivo, especialmente com a prima mais nova.


 


Espanha, Verão de 1993. Órfã de pai há já algum tempo, Frida, de seis anos, acaba de perder a mãe. Sem ninguém que cuide dela, vê-se obrigada a mudar-se para casa dos tios e prima, que vivem numa pequena aldeia longe da cidade de Barcelona, onde ela sempre viveu. Apesar do desgosto e da constante sensação de perda que a acompanha, ao longo de todo o Verão a menina vai aprender a lidar com as suas emoções, adaptando-se, a pouco e pouco, à dinâmica da sua nova família. Um drama autobiográfico que marca a estreia na realização em longa-metragem de Carla Simón, que, com este filme, narra os eventos mais marcantes da própria infância. Laia Artigas, Paula Robles, Bruna Cusí, David Verdaguer e Isabel Rocatti dão vida às personagens. — Público

Sessões passadas
11 Jul15:00
TAGV